Análise do investimento necessário para alcance da máxima classificação de eficiência energética de um edifício

Autor: 
Gustavo Daou Palladini
Orientador: 
Roberto Lamberts
Resumo: 

Certificações energéticas em edificações são formas de avaliação do desempenho termo energético de edifícios. Sabe-se que as edificações são responsáveis por aproximadamente 48% do consumo de energia no Brasil, e que uma grande parcela da população aprova equipamentos e soluções consideradas sustentáveis em imóveis e inclusive está disposta a pagar mais por imóveis considerados sustentáveis. Dessa forma, este trabalho tem por objetivo comparar o custo de implantação das modificações em um edifício já existente para que este atinja o nível máximo de classificação segundo o Programa brasileiro de etiquetagem em edificações. O edifício é composto por duas torres, sendo uma de uso comercial e outra de uso residencial. A análise mostrou que para a edificação comercial foram necessárias apenas de mudanças na cobertura para transformar o edifício de Nível E para nível A. Já para a torre residencial, são necessárias mudanças na cobertura, venezianas, sistema de aquecimento de água e equipamentos de redução de consumo de água para que todas as unidades alcançassem o nível A de classificação. Através de pesquisas de mercado e estimativas através da TCPO, foi possível estimar o custo de implantação das modificações e comparar isso com as soluções já existente. Essa análise mostrou que para a torre comercial, o impacto é de apenas 0,14% no custo global da obra e para a edificação residencial o custo foi de 3,30%, também em relação ao custo total da obra.

X