Determinação do Fator Solar em vidros e elementos de sombreamento para janelas

Autor: 
Fabricio Pereira
Orientador: 
Roberto Lamberts
Resumo: 

Em tempos de preservação dos recursos naturais é preciso utilizar os avanços da tecnologia a favor deste propósito e buscar alternativas que permitam a evolução, mas de uma maneira sustentável. No contexto da construção civil, o estudo das janelas mira o futuro ao desenvolver formas e materiais que caminhe junto com um desempenho energético eficiente, onde o calor absorvido seja útil e a luz transmitida seja aproveitada. Para alcançar esse ideal é fundamental aprofundar os estudos e investimentos na criação de ferramentas eficazes para caracterizar o desempenho deste elemento: a janela. Um caminho para isso é a quantificação do ganho de calor solar, determinado pelo índice termo-energético denominado Fator Solar (FS). Utilizando um calorímetro solar desenvolvido na UFSC, foram testados, sob condições reais, três amostras de vidros com diferentes espessuras e coloração (incolor, verde, prata), e também quatro elementos de sombreamento (3 internos e 1 externo) comumente aplicados nas edificações brasileiras. Para
realizar as medições foi necessária a recalibração de alguns instrumentos empregados no processo, bem como encontrar condições ambientais de campo favoráveis. Os valores do Fator Solar foram determinados por dois métodos distintos (calorimétrico e fluximétrico), sendo também apresentada a incerteza das medições. Espera-se que os dados alcançados sejam utilizados como parâmetro nas especificações de vidros e proteções solares e que, aliado aos modernos sistemas computacionais existentes, permitam que sejam desenvolvidos projetos de edificações mais eficientes do ponto de vista energético.

Arquivo: 
X